Com motores modernos, Volkswagen novo up! é referência em desempenho e economia

novo Up-VW

Com motores modernos, Volkswagen novo up! é referência em desempenho e economia

 

Referência em economia, o Volkswagen up! também empolga em termos de desempenho, e, em qualquer versão do modelo, o condutor pode ter a certeza de que não faltará vigor ao veículo. São duas as opções de motores, ambas Total Flex: MPI de 75 cv (gasolina)/82 cv (etanol) de potência e 9,7 kgfm (gasolina)/10,4 kgfm (etanol) de torque, e TSI de 101 cv (gasolina)/105 cv (etanol) e 16,8 kgfm de torque (gasolina ou etanol).

Os dois propulsores são três cilindros e contam com o que há de melhor em termos tecnológicos. O MPI é o mais moderno da categoria, com bloco e cabeçote feitos de alumínio, diminuindo o peso do conjunto. Ele conta também com quatro válvulas por cilindro, duas para admissão e duas para escape, além de cabeçote com comando de admissão variável – que é contínua, reduzindo consumo de combustível e emissões e melhora sensivelmente a resposta do motor em baixos regimes de rotação.

O motor ainda dispõe de tecnologias como o sistema de partida a frio “e-flex”, que dispensa o tanque auxiliar (tanquinho), e o coletor de escape integrado ao cabeçote, formando uma peça única, com refrigeração líquida. Isso lhe permite atingir a temperatura ideal de funcionamento mais rapidamente, melhorando a eficiência térmica.

Disponível para as versões take up! e move up!, o motor MPI faz o compacto da Volkswagen ir de 0 a 100 km/h em 12,6 segundos e atingir 163 km/h de velocidade máxima, quando abastecido com etanol. Com gasolina no tanque, são 12,7 segundos e 161 km/h, respectivamente.

Mais potência

Devido ao enorme sucesso de vendas das configurações TSI, a Volkswagen expandiu a oferta dessa motorização no novo up!. Agora, ela equipa o move up!, connect, high up! e cross up!. Marco na indústria nacional, o propulsor foi o primeiro flex com injeção direta e turbo compressor produzido no país. Ele compartilha algumas tecnologias com o MPI, como o bloco e os cabeçotes de alumínio e as quatro válvulas por cilindro.

Mais potente, o compacto turbinado entrega desempenho superior às versões aspiradas, sem consumir muito mais por isso. Ele leva apenas 9,3 segundos para alcançar os 100 km/h e atinge 183 km/h de velocidade máxima – com etanol. Estes números mudam para 9,5 segundos e 181 km/h com gasolina.Também oferece 62% a mais de torque e 28% a mais na potência em relação ao modelo aspirado, com o torque disponível já em baixa rotação: 1.500 rpm.

 

Fonte: MSN

Related posts

Volvo XC40 de produção é revelado na internet

Volvo XC40 de produção é revelado na internet


Volvo XC40 de produção é revelado na internet

  O XC40 de produção apareceu em suas primeiras imagens graças a um vídeo liberado pela subsidiária da Volvo na Hungria, bem antes da apresentação oficial, marcada para o dia 21 de setembro. O material mostra que o visual manteve boa parte do estilo do conceito 40.1...

Honda Fit 2018 custa de R$ 58.700 a R$ 80.900 com novo visual e equipamentos

Honda Fit 2018 custa de R$ 58.700 a R$ 80.900 com novo visual e equipamentos


Honda Fit 2018 custa de R$ 58.700 a R$ 80.900 com novo visual e equipamentos

Para chegar à linha 2018, o Honda Fit ganhou uma sutil reestilização e novos itens de série em suas versões, conforme Autoesporte havia antecipado. A partir de agora, o carro será produzido em cinco versões, sendo apenas uma delas com câmbio manual. Os preços variam de R$ 58.700...

Lamborghini mostra Aventador S Roadster no Salão de Frankfurt

Lamborghini mostra Aventador S Roadster no Salão de Frankfurt


Lamborghini mostra Aventador S Roadster no Salão de Frankfurt

O todo-poderoso Lamborghini Aventador S Roadster foi revelado oficialmente no Salão de Frankfurt, na Alemanha. Se boa parte das marcas apostaram em motores turbo e eletrificação, o conversível apelou para força bruta: um 6.5 V12 naturalmente aspirado com 740 cv de potência a...

Leave a comment